Jean Carlos Cunha

.:: Diferente e eficiente::.

informatica basica para concursos, materia hardware

Neste material estará explicando a parte de hardware dos computadores.

Hardware
Um sistema computacional é um conjunto de circuitos eletrônicos interligados, formado por processadores, memórias, registradores, barramentos, monitores de vídeo, impressoras, mouse, discos
magnéticos, além de outros dispositivos físicos (hardware). Todos esses dispositivos manipulam dados na forma digital, o que proporciona uma maneira confiável de representação e transmissão de dados.
Todos os componentes de um sistema computacional são agrupados em três subsistemas básicos, chamados unidades funcionais: CPU (processador), memória principal e dispositivos de entrada e saída. Estes subsistemas estão presentes em qualquer tipo de computador digital, independente da arquitetura
ou fabricante.

1-Processador
O processador, também denominado Unidade Central de Processamento (CPU), gerencia todo o sistema computacional controlando as operações realizadas por cada unidade funcional. A principal função do processador é controlar e executar instruções presentes na memória principal, através de
operações básicas como somar, subtrair, comparar e movimentar dados.
Cada processador é composto por unidade de controle, unidade lógica e aritmética e registradores. A unidade de controle é responsável por gerenciar as atividades de todos os componentes do computador, como a gravação de dados em discos ou a busca de instruções na memória. A unidade lógica e aritmética, como o nome indica, é a responsável pela realização de operações lógicas (testes e comparações) e aritméticas (somas e subtrações).
Os registradores são dispositivos com a função principal de armazenar dados temporariamente. O conjunto de registradores funciona como uma memória interna do processador de alta
velocidade, pórem com uma capacidade de armazenamento pequena em comparação a memória principal e custo mais elevado. O número de registradores e sua capacidade de armazenamento variam em função da arquitetura de cada processador.

2-Memória Principal
A memória principal ou real, é o local onde são armazenados instruções e dados. A memória é composta por unidades de acesso chamadas células, sendo cada célula composta por um determinado número de bits. O bit é a unidade básica de memória, podendo assumir o valor lógico 0 ou 1.
O acesso ao conteúdo de uma célula é realizado através da especificação de um número chamado endereço. O endereço é uma referência única, que podemos fazer a uma célula de memória.
Quando um programa deseja ler ou escrever um dado em uma célula, deve primeiro especificar qual o endereço de memória desejado, para depois realizar a operação.

3-Memória Cache
A memória cache é uma memória volátil de alta velocidade, porém com pequena capacidade de armazenamento. O tempo de acesso a um dado nela contido é muito menor do que se este dado estivesse na memória principal. O propósito do uso da memória cache é minimizar a disparidade existente entre a
velocidade com que o processador executa instruções e a velocidade com que os dados são acessados na
memória principal.

 

3-Memória Secundária
A memória secundária é um meio permanente, isto é, não-volátil de armazenamento de programas e dados. Enquanto a memória principal precisa estar sempre energizada para manter suas informações, a memória secundária não precisa de alimentação.
O acesso a memória secundária é lento, se comparado com o acesso à memória principal, porém seu custo é baixo e sua capacidade de armazenamento é bem superior. Enquanto a unidade de acesso à memória principal é de milissegundos, o acesso a memória principal é de nanossegundos. Podemos citar,
como exemplos de memórias secundárias, a fita magnética, o disco magnético e o disco óptico.

4-Dispositivos de entrada e saída
Os dispositivos de entrada e saída são utilizados para permitir a comunicação entre o sistema computacional e o mundo externo e podem ser divididos em duas categorias: os que são utilizados como memória secundária e os que server para a interface usuário-máquina.
Os dispositivos utilizados como memória secundária (discos e fitas) caracterizam-se por ter capacidade de armazenamento bastante superior ao da memória principal.
Outros dispositivos têm como finalidade a comunicação usuário-máquina, como teclados, monitores de vídeo, mouses e impressoras.

5-Barramento
O barramento ou bus é um meio físico de comunicação entre as unidades funcionais de um sistema computacional. Através de condutores, informações como dados, endereços e sinais de controle trafegam entre processadores, memórias e dispositivos de entrada e saída.
Os barramentos são classificados em três tipos: barramentos processador-memória, barramentos de Entrada e Saída e barramentos de backplane. Os barramentos processador-memória são de curta extensão e alta velocidade para que seja otimizada a transferência de informação entre processadores e memórias. Diferentemente, os barramentos de Entrada e Saída possuem maior extensão, são mais lentos e permitem a conexão de diferentes dispositivos.
6-Diferença entre software e hardware
Software parte lógica. (msn, media player)
Hardware parte física (hd, memória, estabilizador).

Fonte: Tia NET e outros blogs

 comentario

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: