Jean Carlos Cunha

.:: Diferente e eficiente::.

qual o futuro da tecnologia,movel futuro tecnologia, qual o futuro da tecno

bom pessoal aqui vai um post sobre tecnlogia movel.

Publicado por: Andy Rubin, Diretor de engenharia 

Atualmente, existem cerca de 3,2 bilhões de assinantes móveis no mundo, e esse número deve crescer em pelo menos um bilhão nos próximos anos. Hoje em dia os telefones móveis são mais predominantes do que carros (cerca de 800 milhões de veículos registrados no mundo) e cartões de crédito (1,4 bilhão). Embora tenha levado 100 anos para os telefones de comunicação por terra se difundirem para mais de 80% dos países do mundo, seus descendentes sem fio fizeram isso em 16. Hoje, menos adolescentes estão usando relógios, pois ao invés de relógios eles usam seus telefones para saber as horas (em algum lugar chester gould está se perguntando como ele inverteu isso). Desse modo, é seguro dizer que o telefone móvel pode ser o produto ao consumidor mais prolífico já inventado.

Entretanto, você já considerou exatamente o quão poderosos esses dispositivos são? O telefone que você leva no bolso, mochila ou na bolsa é provavelmente dez vezes mais potente do que o computador que ficava em sua mesa somente 8 ou 9 anos atrás (assumindo que você teve um computador; a maioria dos usuários de aparelhos móveis nunca tiveram). Ele tem uma variedade de sensores que deixaria orgulhoso até mesmo um marciano que viesse para a Terra. Nos telefones mais básicos: um relógio, um sensor poderoso (como está a carga da bateria), termômetro (pois as baterias carregam mal em temperaturas baixas) e um medidor de luz (para determinar a luz de fundo da tela); e nos modelos mais avançados: um sensor de localização, acelerômetro (detecta o vetor e a velocidade de movimento), e talvez até mesmo uma bússola. E ainda mais importante, por sua própria natureza está sempre conectado.

Projete essas tendências por outros dez anos. Você estará carregando com você, 24 horas por dia (um estudo recente de clientes de telefonia móvel na China mostrou que a maioria dos usuários dorme a uma distância de um metro de seus telefones), um dispositivo bem potente, com ótimos sensores. E o ponto interessante é, todos as outras pessoas também. Assim o que você vai fazer com ele no futuro que já não está fazendo agora? Aqui estão algumas possibilidades:

Alertas inteligentes: Seu telefone será inteligente com sua situação e vai alertá-lo quando algo precisar de sua atenção. Isso já está acontecendo hoje – o eBay pode enviar mensagem de texto quando seu lance tiver sido ultrapassado e serviços de alerta (como o Google News) podem fornecer atualizações de notícias, esportes ou ações. No futuro essas aplicações vão ficar mais inteligentes, pacientemente monitorando suas preferências personalizadas (que serão armazenadas na nuvem da rede) e fornecendo somente as informações que você desejar. Um cenário muito útil: seu telefone sabe que você está indo para o centro da cidade para jantar e o alerta sobre as condições do trânsito ou os melhores lugares para estacionar.

Realidade ampliada: Seu telefone usa seu arsenal de sensores para entender sua situação e lhe oferecer informações que podem ser úteis. Por exemplo, você quer realmente saber quanto custa aquele cachorro na vitrine? Seu telefone, com seu GPS e bússola, sabe o que você está olhando, e pode lhe dizer antes de você perguntar. Além da raça e a melhor maneira para treiná-lo.

Multidões conectadas tornam-se a tendência atual: Seu telefone é seu microfone onipresente no mundo, uma forma de publicar fotos, e-mails, textos, twitters e entradas de blogs. Quando todos estão fazendo o mesmo, você tem uma realidade onde as pessoas de todos os cantos do planeta estão vendo suas experiências em tempo real. Essa quantidade maciça de conteúdo é arquivada, selecionada e reenviada para outras pessoas em novas e interessantes formas. Pergunte à web sobre os locais mais interessanes em sua vizinhança e seu telefone mostra críticas e imagens que as pessoas adicionaram sobre atrações próximas. Você gostou do que viu? Seu telefone envia as instruções de como chegar lá.

Sensores em todos os lugares: Seu telefone sabe muito sobre o mundo ao seu redor. Se você pegar essa inteligência e combiná-la na nuvem com a inteligência de todos os outros telefones, teremos uma imagem incrível do que está acontecendo no mundo naquele momento. Atualizações metereológicas podem ser baseadas não em centenas de sensores, mas centenas de milhões deles. Relatórios sobre o trânsito podem se basear não em helicópteros e sensores de estradas, mas na densidade, velocidade e sentido dos telefones (e pessoas) presos em congestionamentos.

Ferramenta para desenvolvimento: Seu telefone pode ser mais do que apenas uma conveniência, ele pode ser seu meio de vida. Isso já é verdade para as pessoas em muitas partes do mundo: no sul da Índia, os pescadores usam mensagem de texto para encontrar os melhores mercados para a pescaria diária; na África do Sul, produtores de açúcar podem receber mensagens de texto aconselhando sobre quanto irrigar os cultivos; e na região sub-Saara da África empreendedores com telefones móveis tornam-se operadoras telefônicas, levando a comunicação para seus vilarejos. Essas inovações vão só aumentar no futuro, à medida que os telefones móveis tornam-se a chave para um maior desenvolvimento econômico.

O dispositivo à prova do futuro: Seu telefone vai se abrir, como a Internet já o fez, assim será fácil para os desenvolvedores criarem ou aprimorarem aplicações e conteúdo. Aqueles que você quiser serão automaticamente instalados em seu telefone. Vamos imaginar que você tem um software em seu telefone para melhorar o gerenciamento de energia (e assim a duração da bateria). Digamos que um desenvolvedor faça uma melhoria no software. A atualização será automaticamente instalada em seu telefone, sem que você precise levantar um dedo. Seu telefone na verdade fica melhor com o decorrer do tempo.

Software mais seguro por meio de confiança e verificação: Seu telefone vai oferecer ferramentas e informações que vão ajudá-lo a decidir o que upload, o que ver e o que compartilhar. A confiança é a moeda mais importante no mundo sempre conectado, e seu telefone vai ajudá-lo a ficar no controle de suas informações. Você pode decidir não compartilhar nada (o modo predefinido), ou somente compartilhar certas coisas com certas pessoas – seu círculo de amigos e familiares. Você tomará essas decisões com base nas informações que recebe de provedores de serviços e software, além das classificações coletivas da comunidade. Seu telefone é como seu criado de confiança: ele sabe muito sobre você mas não vai revelar absolutamente nada sem sua aprovação.

fonte tia net e outros blogs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: