Jean Carlos Cunha

.:: Diferente e eficiente::.

netbook, moda ou tendencia? como caracterizar um netbook

Netbook: moda passageira ou tendência de mercado?

Ter, 26/08/2008 – 14:28 — henrique.cesar

Netbook, UMPC (Ultra Mobile PC) ou subnotebook. Trata-se na verdade de uma nova classe de computadores que já virou sucesso de vendas. Será uma nova onda da moda ou uma nova tendência do mercado?

Por Abel Alves

A primeira coisa a fazer é definir o que é um netbook. Suas principais características são:

  • Tamanho: maior que um smartphone e menor que um notebook.
  • Peso: até 1.500 gramas;
  • Tela: até 11 polegadas de diagonal;
  • Preço: até U$ 750 (nos EUA);
  • Capacidade limitada: o nome já diz, é um terminal para a rede, não um laptop com capacidades multimídia e alto desempenho, pau pra toda obra.

Na minha opinião, o preço é a característica mais importante. É bom lembrar que há muito tempo existem no mercado notebooks com as três primeiras características. Vide modelos como Sony Vaio etc. Mas eu não considero esses micros netbooks, porque o preço deles é muito alto (sua faixa de preço se situa entre U$ 1.500 e U$ 2 mil). Por esse preço, você tem um hardware melhor (processador, memória etc.) e, por sua vez, o hardware permite usar sistemas operacionais e programas mais sofisticados.

Asus eeePC - DivulgaçãoAsus – Divulgação

Tenho certeza de que no projeto dos primeiros netbooks os engenheiros devem ter recebido a seguinte tarefa: construam um computador pequeno, barato, leve, com boa duração de bateria e que dê conta do que 80% dos usuários fazem durante 80% de seu tempo (e-mail, Web e Word). A resposta foi o surgimento dos netbooks, que estão causando uma reviravolta no mercado de portáteis.

Apesar de ser um produto bastante recente, o netbook já tem duas gerações. A primeira foi equipada com processadores bastante simples, mas com consumo elétrico reduzido e preço baixo, tais como Intel Celeron e Via C7. A quantidade de memória RAM típica era de 512 MB. A tela não passava de 7 polegadas. Para conseguir leveza e robustez, esta geração introduziu duas coisas totalmente novas em termos de portáteis:

  • SSD (Solid State Disk, ou Disco de Estado Sólido): em vez de um HD, memória sólida não-volátil, como as de tocadores de MP3. Inicialmente com modelos de apenas 2 GB, mas em breve chegando a 64 GB ou mais;
  • Ausência de disco óptico: uma característica que praticamente todos os netbooks do mercado possuem. Se tiver gravador de CD ou DVD, já é laptop;
  • Linux: com espaço de armazenamento tão limitado, o sistema operacional Linux ganhou força entre os netbooks.

Acer Aspire One - Divulgação

Acer – Divulgação

Assim a primeira geração chegou ao mercado: com processador fraco, pouca memória, HD minúsculo e sem drive óptico… E virou sucesso de vendas!

É fácil entender o porquê. O produto final era barato, pequeno e leve, e a duração da bateria não decepcionava. Surgiu uma “comunidade” de usuários deste tipo de micro na Internet. Em fóruns de discussão, encontramos dicas sobre como expandir RAM, acelerar processador, instalar HDs etc. E esses usuários pediram mais aos fabricantes dos netbooks. Assim surge a geração atual de netbooks. A segunda geração é melhor em tudo: capacidade de processamento, quantidade de RAM, espaço de armazenamento, conectividade etc.

A Intel, percebendo o crescimento da área de netbooks, lançou o Atom, um processador muito pequeno, de baixo consumo e com tecnologia HT (que funciona de forma semelhante aos processadores com dois núcleos). A VIA e a AMD também prometem lançamentos nessa área. A memória saltou de 512 MB para 1 GB, ou até 2 GB, dependendo do modelo. Mas o maior avanço ficou na parte do armazenamento. Começaram a aparecer netbooks com opção de discos rígidos (HDs) minúsculos em vez de HDs SSD. Se por um lado o consumo elétrico e a robustez pioram, por outro, o espaço de armazenamento aumenta e o preço diminui.

Positivo Mobo White

Positivo Mobo – Divulgação

Com a chegada da segunda geração, o Linux vem perdendo espaço para o Windows XP. Na verdade, este sistema operacional dominava até mesmo nos netbooks de primeira geração, mas perdia em desempenho devido às restrições de hardware. Agora, com mais poder de processamento, RAM e armazenamento, quase existe restrições com relação ao uso do Windows XP em netbooks.

Aliás, se o netbook possuir mais de 1 GB de RAM e espaço de armazenamento de mais de 8 GB, também não há razão para não oferecê-lo com o Vista! Atualmente, apenas o modelo da HP vem com Windows Vista (ele possui processador Via C7, 2 GB de RAM e usa HD de notebook). Os novos modelos da Asus (e de outros fabricantes como MSI, Acer, a brasileira Mirax etc.) vêm com processador Atom, memória e HD suficientes para rodar o Vista. Não entendo por que eles são oferecidos apenas com o Windows XP (e Linux, é claro). E não adianta dizer que o desempenho do Vista no netbook é ruim, porque eu instalei o Vista em um netbook de primeira geração (quem acompanha a revista deve ter lido o artigo) e o sistema funcionou muito bem! A única explicação plausível é que o valor da licença do Vista é maior que a do XP, e isso encarece o produto final, mas tenho minhas dúvidas. Será que existe algum outro motivo oculto? Mistério…

Só sei de uma coisa: os netbooks chegaram para ficar e estão transformando o mercado! Viraram objeto de desejo. Devido ao seu preço baixo, vendem muito e vão vender ainda mais. Outra coisa interessante é que os usuários de netbooks perceberam que grande parte das tarefas do dia-a-dia pode ser executada sem problemas em um netbook. Para que complicar, se podemos simplificar?

Acho que o futuro dos netbooks é bastante promissor. Mas quem tem notebook não deve se preocupar: ele vai entrar no lugar do Desktop, ou seja, vai ficar em casa! E o desktop? Esse, sinceramente, está com os dias contados. Só alguns usuários específicos sentirão necessidade de manter um desktop em casa, tais como “gamers”, “artistas gráficos” etc. Só o tempo dirá se estou certo ou não…

Publicado originalmente  na Edição 11 – setembro de 2008.

Fonte Tia net e outros blogs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: