Jean Carlos Cunha

.:: Diferente e eficiente::.

O que é voip?

a procurou saber o que é voip e informações sobre essa tecnlogia? entao aqui vai este post para esclarecer estas duvidas..aqui vai..

No caso da VoIP, acreditamos que mais de 70% das médias e grandes empresas já estejam se beneficiando desta tecnologia na comunicação entre matriz e filial. O Retorno de Investimento varia de 4 a 15 meses, dependendo da quantidade de tráfego de voz.

No caso da Telefonia IP, a CISCO lançou no mercado há quase três anos seu PABX IP – chamado Call Manager. O mercado mundial já adotou esta tecnologia e a CISCO está vendendo cerca de 3000 telefones IP por dia, enquanto o mercado de PABX tradicional já caiu mais de 20%. A CISCO possui clientes com mais de 50.000 telefones IP instalados.

Os maiores benefícios da Telefonia IP são:
– Administração – Os administradores da Rede LAN podem administrar o Call Manager de qualquer ponto da rede.
– Flexibilidade – O usuário pode usar um computador de mão (Windows CE) como seu próprio telefone, apenas instalando um software que simula o telefone. Com o uso de um cartão de rede sem fio, o usuário pode ainda se locomover dentro da empresa, mantendo seu ramal e classe de serviço. Se preferir usar um Telefone IP, ele pode mudar de sala simplesmente levando o seu telefone ou se “logando” em outro telefone, sem qualquer programação adicional. Vale ressaltar que em ambos os casos o deslocamente também pode ocorrer entre filiais.
– Plataforma aberta – Já existem vários fornecedores de Telefone IP que podem ser usados na solução CISCO.
– Plataforma padronizada – O Call Manager é baseado em padrões de mercado (H.323/SIP/MGCP/XML), permitindo o desenvolvimento rápido de novas aplicações de acordo com a necessidade do usuário.
– Solução completa – Hoje, a Telefonia IP pode ser considerada uma solução completa envolvendo o PABX IP, correio de voz/mensagens unificadas, Unidade de Resposta Audível (URA), Call Center, etc.
– Economia de escala – O investimento em infra-estrutura pode ser centralizado na matriz e as filiais terão apenas telefones e gateways.

A VoIP (voz sobre IP) habilita o gateway Cisco (roteador ou switch) para o transporte de tráfego de voz (por exemplo, chamadas telefônicas e faxes) sobre uma rede IP. O suporte de voz da Cisco é implantado usando-se a tecnologia de pacotes de voz. Na VoIP, o processador de sinais digitais (DSP) segmenta o sinal de voz em quadros e os armazena em pacotes de voz. Esses pacotes de voz são transportados através da rede IP, de acordo com protocolos específicos, como o H.323 do ITU-T (International Telecommunications Union-Telecommunications) , também usado para a transmissão de vídeo através da rede IP. Como se trata de uma aplicação sensível a atrasos, é necessário o uso de equipamentos que suportam parâmetros de Qualidade de Serviço (QoS), além de um projeto de rede bem definido.

Para utilizar a VoIP, são necessários módulos específicos no roteador ou switch que possuam os processadores digitais (DSPs). Neste caso, chamamos o roteador ou switch de gateways de voz.

Como a VoIP processa uma chamada de voz típica
Antes de configurar a VoIP em seu roteador, é preciso entender o que acontece com uma aplicação quando se coloca uma chamada usando-se a VoIP. O fluxo geral de uma chamada entre duas partes usando a VoIP é o seguinte:

1. O usuário pega o monofone; ocorre a sinalização que indica telefone fora do gancho para a parte da aplicação sinalizadora da VoIP no roteador.

2. A parte de aplicação da sessão da VoIP emite um sinal de discagem e aguarda que o usuário disque um número de telefone.

3. O usuário disca o número de destino; esses dígitos são acumulados e armazenados pela aplicação da sessão.

4. O gateway compara os dígitos acumulados com os números programados e, quando há uma coincidência, ele mapeia o número discado com o endereço IP do gateway de destino.

5. A aplicação de sessão roda então o protocolo de sessão H.245 sobre TCP, para estabelecer um canal de transmissão e recepção para cada direção através da rede IP. Se a chamada estiver sendo realizada por um PBX, o gateway troca sinalização (analógica ou digital) com o PABX, informando o estado da ligação (envio de ring, ocupado, etc).

6. Se o número de destino atender a ligação é estabelecido um fluxo RTP sobre UDP entre o gateway de origem e destino.
7. Os esquemas de compressão do codificador-decodificador (CODECs) são habilitados para ambas as extremidades da conexão – e a conversação prossegue usando o RTP/UDP/IP (Real-Time Transport Protocol/User Datagram Protocol/Internet Protocol) como pilha de protocolos.

8. Quaisquer indicações de andamento de chamada (ou outros sinais que podem ser transportados dentro da banda) cruzam o caminho da voz assim que um fluxo de voz (RTP) for estabelecido. Após a chamada ser completada, pode-se enviar sinalizações dentro da banda como por exemplo sinais DTMF (freq:uências de tons) para ativação de equipamentos como Unidade de Resposta Audível (URA).

9. Quando qualquer das extremidades da chamada desligar, a sessão é encerrada. Cada uma das extremidades então se torna disponível, aguardando a próxima condição de “fora do gancho” para iniciar outro estabelecimento de chamada.

Fonte: Cisco Systems

Click nas dicas abaixo.
Apostilas gratis
Livros Gratis
Revenda de site
Tenha seu site
Tutorias Gratis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: